Petistas rebatem ataques e acusam ''distância do povo''

O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), e o líder do governo na Casa, Cândido Vaccarezza (PT-SP), reagiram ao documento do PSDB afirmando que os tucanos estão "fora da realidade" e "distantes do povo brasileiro". Teixeira lembrou que o governo da presidente Dilma Rousseff aparece nas pesquisas de opinião com altos índices de aprovação da população.

Rosa Costa e Denise Madueño, O Estado de S.Paulo

02 Julho 2011 | 00h00

"A análise do PSDB demonstra a distância que o partido tem do povo brasileiro. Para eles, o Brasil está mal. Essa é uma direção oposta à das ruas. O povo brasileiro aplaude o governo da presidente", disse Teixeira.

No mesmo sentido, Cândido Vaccarezza afirmou: "O PSDB está divorciado da realidade e do povo brasileiro". O líder governista disse que os tucanos mostram "desespero" quando falam de crise energética e de infraestrutura. "Em 2002 (governo Fernando Henrique Cardoso), o Brasil viveu a maior crise na área de energia. As pessoas eram proibidas de tomar dois banhos por dia e as casas tinham de ficar com as luzes apagadas à noite." Ele também disse que os tucanos estão distantes do povo brasileiro ao se referir à economia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.