Polícia Federal/Divulgação
Polícia Federal/Divulgação

PF encontra US$ 100 mil em colchão de traficantes no DF

Operação cumpriu 11 mandados de prisão; além do dinheiro, foram apreendidos nota promissória de R$ 1 mi, 20 veículos e munições

Erich Decat, O Estado de S. Paulo

09 Dezembro 2014 | 12h10

Atualizado às 13h40

BRASÍLIA - A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira, 9, a Operação Conexão Descoberto, no Distrito Federal e em Mato Grosso, com objetivo de combater o tráfico interestadual de drogas. Os agentes federais apreenderam US$ 100 mil guardados em um colchão, uma nota promissória que chegariam a R$ 1 milhão, 20 veículos, munições e documentos que seriam de integrantes de uma organização criminosa que atuariam nas duas regiões. 

Ao todo, foram cumpridos 22 mandados judiciais, sendo 11 deles de prisão preventiva, 10 de busca e um de condução coercitiva contra integrantes de uma organização criminosa especializada no tráfico de drogas. Entre as cidades que foram alvo da operação está a de Mirassol d'Oeste, em Mato Grosso, Ceilândia, Brasilândia e Vila Planalto, cidades satélites do entorno do Distrito Federal. 

"Foram realizadas buscas nas casas dos investigados. Foram encontrados valores de mais de US$ 100 mil em um colchão. Foram apreendidos carros e bens de valor incompatíveis com a renda dos investigados", afirmou Dennis Cali, delegado de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal no Distrito Federal. 

Segundo ele, nas investigações não foi constatada a participação de agentes públicos ou de políticos. A organização criminosa atuaria interligada em vários Estados e transportaria as drogas em fundo falso de caminhões.

"Essa investigação mostra que o Distrito Federal se tornou uma importante rota do tráfico de drogas interestadual, haja vista que esse grupo criminoso que foi desarticulado envia drogas para a Bahia, Piauí, Goiás, Distrito Federal e entorno", declarou o delegado.

Ao longo de 2014, a Polícia Federal no Distrito Federal apreendeu mais de 700 kg de drogas, aproximadamente 500 kg só de cocaína. Em ações conjuntas realizadas em outras unidades, foram apreendidas outras 14 toneladas de drogas, o que fez com que 2014 tenha sido considerado um ano com recorde de apreensões.

Mais conteúdo sobre:
Polícia Federal Tráfico de drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.