PF prende 8 policiais rodoviários acusados de corrupção no Rio

Um dos procurados já havia morrido e outro segue foragido; agentes da PRF teriam extorquido empresários

Solange Spigliatti e Priscila Trindade, Central de Notícias

25 Março 2011 | 10h21

SÃO PAULO - Subiu para oito o número de pessoas que foram presas na manhã desta sexta-feira, 25, durante a operação da Polícia Federal deflagrada para combater a corrupção de policiais rodoviários federais responsáveis pela fiscalização na BR-101 Sul (Rio-Santos). Eles são acusados por extorsão de empresários que circulavam pela Costa Verde fluminense.

 

Segundo a PF, dos 10 mandados de prisão expedidos pela Vara Federal de Angra dos Reis, oito foram cumpridos - um dos suspeitos já havia morrido e o décimo está foragido. Também foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão. Ao todo, 18 pessoas foram indiciadas.

 

A Operação Pisca Alerta S.A. foi realizada nos municípios de Angra dos Reis, Rio de Janeiro e Itaguaí. Um dos mandados de prisão foi cumprido direto no posto da PRF de Angra dos Reis.

 

As prisões ocorridas nesta manhã são fruto de investigações e ações integradas entre a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Os fatos que geraram as prisões ocorreram nos exercícios de 2009 e 2010.

 

Comunicado. A PRF afirmou, em nota, que as investigações "fazem parte de um processo de crescimento institucional e aprimoramento do serviço policial prestado à sociedade."

 

A PRF informa também que ações desse tipo são "necessárias não só para afastar maus policiais mas também para exemplificar de maneira eficaz a posição da 5ª SRPRF no Rio de Janeiro em relação a qualquer desvio de conduta cometido por seus servidores."

 

Atualizado às 15h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.