Reuters
Reuters

Pitbull ataca e mata criança de 6 anos no quintal de casa no Espírito Santo

Familiares agrediram o cão a pauladas para contê-lo; menino foi levado para hospital, mas não resistiu aos ferimentos provocados pelas mordidas no pescoço

Vinícius Rangel, Especial para o Estado

16 Março 2017 | 15h11

VITÓRIA - Uma criança de 6 anos foi atacada por um cão da raça pitbull quando brincava no quintal de sua casa em Ponto Belo, no extremo norte do Espírito Santo, na noite desta quarta-feira, 15. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. 

De acordo com a Polícia Militar, a criança começou a gritar quando recebeu as primeiras mordidas, chamando a atenção da mãe, que, desesperada, correu até o local e encontrou o cachorro mordendo o pescoço de seu único filho, já desacordado.

Familiares agrediram o animal a pauladas, na tentativa de contê-lo e evitar a tragédia. O menino foi levado para o Hospital Maternidade São João Batista, na cidade de Mucurici, mas morreu no local.

O corpo da criança foi liberado na manhã desta quinta-feira, 16, no Serviço Médico Legal (SML) de Linhares. Emocionados, amigos e familiares de Luiz Henrique não quiseram comentar o caso. O enterro está programado para acontecer também nesta quinta-feira.

 

O pitbull, chamado Brusk, vivia com a família havia cerca de um ano e não tinha histórico de violência. Ninguém soube informar à reportagem sobre o que aconteceu ao animal após as pauladas. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.