PM do Rio ocupa parte da Vila Kennedy após 3 dias de confronto

Disputa pelo controle do tráfico deixou seis moradores feridos no sábado; empresas de ônibus retiraram frota

Pedro Dantas, de O Estado de S. Paulo,

03 Novembro 2009 | 08h44

Moradores da favela Vila Kennedy, em Bangu, na zona oeste do Rio, viveram uma madrugada de tiroteios no terceiro dia de confrontos entre traficantes rivais. Ainda não há notícias sobre feridos. A Polícia Militar ocupa parte da favela com trinta homens de três batalhões.

 

De acordo com moradores, o início do conflito ocorreu após mais uma tentativa de invasão a favela, dominada pelo Comando Vermelho, por traficantes da Vila Aliança, ligados a facção criminosa Terceiro Comando Puro, por volta das 3h30.

 

No sábado, 31, seis moradores ficaram feridos por balas perdidas. O transporte enfrenta problemas, pois as empresas de ônibus retiraram parte da frota após criminosos incendiarem latões, pedaços de madeira e entulho na Avenida Santa Cruz para desviar a atenção da polícia.

 

O último confronto entre gangues rivais ocorreu no dia 17 quando traficantes do Comando Vermelho invadiram ao Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na zona norte da cidade. O conflito deixou mais de 10 mortos. O helicóptero Fênix 3 da Polícia Militar foi abatido a tiros e três policiais militares morreram carbonizados. A busca pelos criminosos se alastrou para outras favelas e resultou em mais de 40 mortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.