Polícia apreende 3 toneladas de remédios falsificados em SP

Laboratório clandestino ficava em Hortolândia e vendia medicamentos para todo o Brasil; crime é inafiançável

Central de Notícias,

06 Novembro 2009 | 20h18

Cerca de três toneladas de remédios fitoterápicos, indicados para a cura de diversas doenças, foram apreendidas nesta sexta-feira, 6, em uma fábrica clandestina de Hortolândia, a 105 quilômetros de São Paulo.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o farmacêutico, proprietário do estabelecimento, foi preso por falsificação de medicamentos. O crime é inafiançável.

 

O laboratório foi descoberto após a polícia localizar, em outubro, uma farmácia em Bragança Paulista, a 83 quilômetros da capital, onde foram encontrados medicamentos com endereço da fábrica de Hortolândia.

 

A fábrica vendia medicamentos para todo o Brasil. Cerca de R$ 140 mil foram movimentados somente em agosto deste ano.

Mais conteúdo sobre:
Hortolândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.