Divulgação
Divulgação

Polícia divulga retrato falado de suspeito de matar professora em Embu

Testemunhas relataram que homem se aproximou da vítima, que estava na porta de uma escola, no Jardim Júlia, e matou-a com três tiros

Pedro da Rocha, Central de Notícias

01 Março 2011 | 19h19

SÃO PAULO - A Unidade de Inteligência Policial do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro) divulgou, na tarde desta terça-feira, 1, o retrato falado do suspeito de matar a professora Joyce Chaddad de Moraes Domingues, de 36 anos, na manhã de ontem, 28, em Embu, na Grande São Paulo. A imagem foi feita pelo Setor de Arte Forense, a partir das descrições do suspeito feitas por testemunhas.

 

O retrato descreve um homem moreno, aparentando ter 25 anos, 1,68m de altura, cabelos e olhos escuros, e forte. As testemunhas relataram que ele se aproximou da professora, que estava na porta de uma escola, no Jardim Júlia, e atirou três vezes, matando-a.

 

A vítima havia voltado ao trabalho na semana passada, quando terminou sua licença maternidade. No local do crime, peritos do Instituto de Criminalística (IC) encontraram cápsulas de pistola calibre 380. A ocorrência foi registrada no 1º DP de Embu.

 

A polícia pede àqueles que tiverem alguma informação que ajude a polícia a identificar e prender o suspeito, deve ligar para o 1º DP de Embu, no telefone (11) 4783-2849, ou para o Disque Denúncia, 181. Não é preciso se identificar.

Mais conteúdo sobre:
Embu retrato falado Demacro assassinato SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.