1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Polícia identifica assassino de jovem na favela da Rocinha

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

10 Abril 2014 | 14h 33

José Maurício Nascimento da Silva, de 33 anos, foi identificado como autor do estupro seguido de morte de Francisca Gleiciane Oliveira da Silva

RIO - A polícia identificou José Maurício Nascimento da Silva, de 33 anos, como autor do estupro seguido de morte da jovem Francisca Gleiciane Oliveira da Silva, de 18 anos, na madrugada de 4 de março, na favela da Rocinha, na zona sul do Rio. Contra ele foi expedido mandado de prisão temporária. A Rocinha possui uma unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Silva foi identificado por policiais da Divisão de Homicídios (DH) da Capital dois dias depois do crime. No entanto, a foto só foi divulgada nesta quinta-feira, 10. Ele tem outras anotações criminais por roubo, furto e tentativa de homicídio em São Paulo.

O caso. Gleiciane foi estuprada e morta a poucos metros de casa, na madrugada de 4 de março. A família e os amigos desconfiam de que Silva que tinha alugado um bar próximo à casa da moça. Gleice, como era chamada pelos amigos, deixou um filho de 2 anos.

A jovem foi vista pela última vez quando saiu de casa, logo depois da meia-noite do dia 3, para encontrar um amigo na Via Ápia, uma das principais da Rocinha. No dia seguinte, a sandália da moça foi encontrada em frente ao bar alugado por Silva, que estava fechado.

A porta foi arrombada. O corpo de Gleice estava nu, coberto por lençol. A jovem foi estrangulada com as próprias roupas. Vizinhos do bar ouviram discussão na madrugada em que Gleice foi morta, mas não intervieram porque acreditavam se tratar de briga de casal.

Silva, que costumava andar sozinho na favela e não se relacionava com os vizinhos, retirou as roupas do bar na manhã do dia 4 e não foi mais visto.