Polícia prende acusada de assassinar grávida em São Gonçalo, no Rio

Suellen de Souza, de 26 anos, foi encontrada morta dentro da própria casa com corte na garganta

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

09 Abril 2014 | 10h19

RIO - Flávia da Silva Ramos, de 33 anos, foi presa nessa terça-feira, 8, acusada de homicídio duplamente qualificado pela morte da auxiliar administrativa Suellen de Souza Teles, de 26 anos, que estava grávida de seis meses do primeiro filho. O crime aconteceu na manhã de segunda-feira, 7, no bairro Trindade, em São Gonçalo, na Região Metropolitana.

A prisão temporária de Flávia foi pedida pela Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI). Ela foi detida logo após prestar depoimento na delegacia e é apontada como amante do marido de Suellen, Rodrigo Folly Cuzzuol, e ameaçava a grávida de morte.

Caso. Suellen foi encontrada morta pela sogra dentro da própria casa. Ela tinha um corte na garganta e um fio de computador enrolado no pescoço. A casa estava completamente revirada. Parentes ainda tentaram salvar o bebê, mas ele não resistiu.

Mais conteúdo sobre:
São Gonçalo grávida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.