1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Polícia prende maior fornecedor de drogas e armas do Comando Vermelho

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

08 Abril 2014 | 11h 41

Ricardo dos Santos Silva, de 38 anos, conhecido como Tubarão, trazia as drogas e as armas do sul do País e distribuía em favelas do Rio e da Baixada Fluminense

RIO - A Polícia Civil do Rio prendeu Ricardo dos Santos Silva, de 38 anos, conhecido como Tubarão, na tarde dessa segunda-feira, 7. Ele era o maior fornecedor de drogas e armas do Comando Vermelho (CV) e foi preso em flagrante com uma pistola calibre 40, com numeração raspada.

Silva foi preso quando chegava a um imóvel alugado em um condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste da cidade. Segundo o delegado titular da 33ª Delegacia de Polícia (Realengo, zona oeste), Marcelo Martins, Tubarão trazia as drogas e as armas de Ponta Porã e Foz do Iguaçu, cidades do sul do País, e distribuía em favelas do Rio e da Baixada Fluminense, entre elas, a do Muquiço, em Guadalupe; Cidade Alta, em Cordovil; e Parque das Missões, em Duque de Caxias.

Silva já havia sido preso em 2009 no Paraguai, pela extinta Delegacia de Repressão as Armas e Explosivos (DRAE). Contra ele havia dois mandados de prisão por tráfico, mas as ordens judiciais foram recolhidas pela Justiça. Tubarão foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de uso restrito.

Mangustão. Nesta segunda-feira, 7, também  foi preso Sidnei da Silva Araújo, de 42 anos, conhecido como Mangustão, foi preso por policiais da 6ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova, no centro). Ele é apontado como o maior distribuidor de armas e drogas das favelas Nova Holanda e Parque União, no Complexo da Maré, controladas pela facção Comando Vermelho (CV).

Araújo transportava drogas do Paraguai para as favelas da Maré e estava foragido da Justiça desde fevereiro de 2012. De acordo com as investigações da Polícia Civil, ele era dono de uma fazenda de haxixe no país latino-americano. Mangustão foi encontrado na favela do Jacarezinho, no subúrbio carioca, que possui uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Quando foi preso, Araújo usava documento falso, de acordo com o delegado titular da 6ª DP, Antenor Lopes. Para o delegado, a prisão do traficante é um duro golpe no CV e contribui com o processo de pacificação na área.

Apontado como membro do tráfico de drogas que atuava no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, Vanderson de Matos, de 24 anos, foi preso na manhã desta terça-feira, 8, em Cabo Frio, na Região dos Lagos fluminense. Ele estava foragido após ser condenado a cinco anos de reclusão por tráfico de drogas e foi capturado por policiais da 79ª Delegacia de Polícia (Jurujuba). Em 2010, Matos foi preso em flagrante, em uma casa em Bonsucesso onde foram apreendidos cocaína, maconha e haxixe.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo