Polícia reforça patrulhamento no Complexo do Alemão, no Rio

Operação no conjunto de favelas da zona norte começou depois que PMs foram atacados; quatro suspeitos foram presos até as 9h

Estadão.com.br,

05 Dezembro 2012 | 09h22

SÃO PAULO - A Polícia Militar reforçou o patrulhamento no Complexo do Alemão, conjunto de favelas na zona norte do Rio de Janeiro, depois que o PM Fábio Barbosa, de 26 anos, foi baleado em um confronto com bandidos na madrugada desta quarta-feira, 5. O cabo foi atingido na cabeça e em um dos pés e está internado no Hospital Central da Polícias Militar (HCPM).

Segundo informações do jornal O Globo, o policial e outros seis colegas faziam patrulhamento na região do Areal, na Fazendinha, quando foram atacados por bandidos armados.

De acordo com a assessoria de imprensa da PM, o reforço do patrulhamento na região resultou na prisão de quatro suspeitos até as 9h desta quarta-feira, 5, e na apreensão de uma réplica de metralhadora.

Conflitos. Na quarta-feira passada, 28, quando a ocupação do Alemão por forças de segurança completou dois anos, também ocorreram confrontos entre policiais e criminosos nos complexos do Alemão e da Penha. Lojas chegaram a ser fechadas e surgiram ameaças de ataques às sedes das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) instaladas nas comunidades.

No dia 23 de julho, a soldado Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, morreu após um atentado de traficantes à sede da UPP Nova Brasília, no Alemão. Fabiana, que saía de uma lanchonete próxima à sede da UPP, foi atingida por um tiro de fuzil 762, que atravessou o colete à prova de balas que ela vestia. A soldado foi socorrida e levada à UPA do Complexo do Alemão, mas não resistiu. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.