Alexandre Auler
Alexandre Auler

Polícia rodoviária joga sal nas pistas congeladas de Santa Catarina

Vias chegam a acumular até 3 centímetros de gelo; frio continua no Estado

Júlio Castro, Especial para O Estado

05 Julho 2011 | 18h00

FLORIANÓPOLIS - Os agentes da Polícia Rodoviária Estadual de Santa Catarina estão com atividade extra durante a onda de frio intenso que predomina na Serra catarinense. Nas primeiras horas de cada manhã e nos finais de tarde, os policiais saem municiados de dezenas de quilos de sal grosso para espalhar sobre a lâmina de até três centímetros de gelo que se forma sobre as pistas.

 

"A reação de derretimento do gelo demora de cinco a 10 minutos e se estiver muito espesso é preciso quebrar para derreter mais rápido", informa o sargento César Manoel, acrescentando que em média são gastos 750 quilos do produto, fornecido pelo Deinfra de Santa Catarina.

 

A ação ocorre principalmente nas curvas da Serra do Rio do Rastro (SC 438) que liga o litoral Sul ao Planalto de Santa Catarina. "Sobre o gelo não tem freio que possa segurar o veículo", completou o policial de plantão no posto da PRMSC, situado no mirante da Serra do Rio do Rastro, no município de Bom Jardim da Serra.

 

A onda de frio é cada vez mais forte nas regiões mais altas do Estado. Em Urupema, situada a 1.425 metros acima do nível do mar, a terça-feira amanheceu com -6,9ºC, a menor do dia em Santa Catarina. A geada que se formou na cidade deixou a paisagem coberta de branco. O gelo cobriu os telhados, os vidros dos carros e até congelou a água das torneiras.

 

Funcionários da secretaria de turismo do município tiveram o horário de trabalho retardado. "Com o frio que está fazendo não tem como trabalhar normalmente ao ar livre com a cidade congelada", frisou o secretário da pasta Ângelo Pedro Stupp. Uma cachoeira localizada no Morro das Torres, no mesmo município, amanheceu congelada pelo segundo dia seguido.

 

O frio que castiga Santa Catarina, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidromineiras (Ciran/Epagri) e o site Climaterra vai persistir nesta quarta-feira. A massa de ar polar continua dominante e as temperaturas devem se manter extremamente baixa ao amanhecer e à tarde. A previsão de vento gelado deve ocasionar sensação térmica negativa com picos abaixo dos -10ºC. As mínimas previstas devem variar entre -10/-8ºC na região de São Joaquim, baixadas e vales. A máxima deve oscilar entre 15 e 17ºC no litoral norte. Na maior parte do Estado os termômetros registrarão de -7 a 0ºC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.