1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Polícia será recompensada por apreensão de drogas

Agencia Estado

18 Dezembro 2002 | 19h 27

Policiais civis e militares que fizerem autuações de droga em Cascavel, no oeste do Paraná, receberão um prêmio de R$ 2 mil da Prefeitura. O valor será entregue à instituição para ser utilizado no reequipamento. Um projeto de lei instituindo o prêmio Luta pela Vida foi aprovado pela Câmara Municipal como estímulo ao combate ao tráfico de drogas. Pela proximidade com Foz do Iguaçu e Mato Grosso do Sul, Cascavel é uma das rotas do tráfico no Estado, ficando na bifurcação entre o Sul e o Sudeste do País. Pelo projeto, de autoria do prefeito Edgar Bueno (PDT), a concessão do prêmio será decidida por uma comissão formada pelo delegado-chefe da 15ª Subdivisão Policial, pelo comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, pelo presidente do Conselho de Segurança, pelo presidente do Conselho Antidrogas e pelo próprio prefeito. Eles decidirão quais atividades podem ser reconhecidas como de "resultado efetivo no combate ao tráfico". O Conselho Municipal Antidrogas ainda está sendo formado em Cascavel. Os prêmios serão entregues à instituição em razão de, estatutariamente, os policiais estarem proibidos de receber vantagens para o exercício da profissão. Os valores a serem entregues à polícia sairão do orçamento municipal. "É um estímulo a mais para que continuemos a combater o crime na cidade", disse o comandante do 6º BPM, coronel Amauri Ferreira de Lima. Somente no perímetro urbano de Cascavel foram apreendidos 447 quilos de maconha, 39 mil pedras de crack e 4,6 quilos de cocaína neste ano. Na cadeia, um terço dos cerca de 400 presos tiveram envolvimento com drogas. A Polícia Rodoviária Estadual apreendeu neste ano 785 bolas de haxixe, 17 quilos de cocaína, 1,7 mil quilos de maconha e 621 frascos de lança-perfume. Estavam envolvidos com drogas 18 automóveis e 28 ônibus. A polícia prendeu 65 pessoas nas rodovias.

  • Tags: