Policial civil é morto ao reagir a assalto em BH

Segundo a polícia, os suspeitos invadiram uma festa de noivado e queriam levar os carros dos convidados; 2 pessoas estão internadas

Marcelo Portela, O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2015 | 14h28

BELO HORIZONTE - O policial civil Wilber Vinicius da Silva, de 30 anos, foi morto ao reagir a um assalto na festa de noivado de sua irmã, no bairro Boa Vista, região leste de Belo Horizonte. O crime ocorreu na madrugada deste domingo, 18, e os quatro envolvidos no caso ainda não foram localizados. Mais duas pessoas foram baleadas e continuam internadas.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos invadiram a festa e queriam levar os carros dos convidados. Eles teriam entrado no local após render a irmã do agente, que retornava após levar uma convidada para casa. As primeiras informações levantadas pela Polícia Militar no local foram de que o policial teria dito que a chave de seu Audi estava no quarto e foi até o aposento acompanhado de três criminosos.

Ao invés das chaves, porém, Silva pegou uma arma e começou a trocar tiros com os suspeitos, que havia acabado de agredir sua namorada. Além do agente, foram baleados sua irmã, Virginia do Carmo Silva, de 39, e um primo deles, Mario Lúcio do Carmo Vitalino, de 35.

Todos foram encaminhados para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), no Centro da capital, mas o policial não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade. As outras duas vítimas permanecem na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. De acordo com a PM, as testemunhas  informaram que um dos criminosos também teria sido atingido, mas conseguiu fugir mesmo baleado.

Mais conteúdo sobre:
Assalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.