Fábio Motta/AE - 12/06/08
Fábio Motta/AE - 12/06/08

Ponto turístico do Rio, bondinho do Pão de Açúcar completa 98 anos

Teleférico fica em rocha formada a mais de 600 milhões de anos atrás, segundo geólogos

Priscila Trindade, Central de Notícias

27 Outubro 2010 | 09h36

SÃO PAULO - O bondinho do Pão de Açúcar, um dos principais pontos turísticos da cidade do Rio do Janeiro, completa nesta quarta-feira, 27, 98 anos. A atração foi inaugurada em 1912 pelo engenheiro Augusto Ramos. Atualmente, o teleférico transporta mais de 800 mil pagantes por ano.

Construído, operado e mantido pela Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar (CCAPA), o complexo turístico é um bloco único de uma rocha proveniente do granito, que sofreu alteração por pressão e temperatura e possui idade superior a 600 milhões de anos. O Pão de Açúcar é cercado por uma vegetação característica de clima tropical, com espécies nativas.

 

Em 2008, o bondinho foi modernizado e ganhou quatro novos teleféricos, que mantiveram o mesmo design das antigas cabines. Os veículos ficaram mais confortáveis, com vidros fumês, ventilação e som ambiente. De fabricação suíça, custaram € 3 milhões. Na época, a diretora-geral da CCAPA, Maria Ercília Leite de Castro, disse que a troca foi feita para seguir recomendação internacional de que o meio de transporte deve ser trocado a cada 30 anos. O trabalho já fazia parte da preparação para a Copa de 2014.

A estação do bondinho fica na Avenida Pasteur 520, na Urca. A bilheteria funciona diariamente das 8 horas às 19h50. O bilhete para visitação custa R$ 44 para adulto e R$ 22 para crianças de 6 a 12 anos. Menores de 6 anos não pagam. Mais informações pelo telefone (21) 2461-2700 ou pelo site do Bondinho.  

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.