1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Presos libertam um refém de rebelião em Aracaju

O Estado de S.Paulo

18 Maio 2014 | 11h 08

Familiares também foram soltos, mas a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SE) não soube precisar o número

Os presos rebelados no Complexo Penitenciário Advogado Jacinto Filho (Compajaf), em Sergipe, libertaram um agente penitenciário, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SE). Alguns familiares também foram soltos, mas a secretaria não soube informar o número exato e disse que ainda ficaram no local pouco mais de 100 pessoas, sendo a maioria familiares e três agentes penitenciários.

 

O motim começou desde no sábado durante o horário de visitas dos familiares. O número de reféns chegou a atingir 120 familiares e quatro carcereiros. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, as negociações para o fim da rebelião foram retomadas na manhã desde domingo. A expectativa das autoridades é conseguir encerrar a rebelião ainda neste domingo.

 

"Os parentes não são considerados reféns, apesar de que serem impedidos sair da unidade. Na realidade são potenciais reféns porque muitos podem estar ali para proteger os presos. Também não achamos que os presidiários vão ferir suas próprias famílias", disse o Comandante Geral da Polícia Militar de Sergipe, Mauricio Iunes, aos meios de comunicação locais.

 

Por outro lado, "os agentes penitenciários são considerados reféns porque estão sendo ameaçados", acrescentou.

 

(Efe e Agência Estado)