Prestes cruzou 13 Estados em luta contra a República Velha

Luís Carlos Prestes participou das reuniões preparatórias que levaram às revoltas tenentistas, em 1922. Em 1925, iniciou a Coluna Prestes - movimento para derrubar o governo central que percorreu 13 Estados e durou dois anos, sem alcançar seu objetivo. O feito, no entanto, valeu a Prestes o título de Cavaleiro da Esperança. Em 1928, aproximou-se do marxismo. Em 1934, tornou-se membro do PCB. Em 1943, tornou-se secretário-geral do partido. Durante o regime militar, exilou-se na União Soviética. Voltou anistiado ao Brasil em 1979. Sérias divergências no PCB levaram-no a afastar-se da sigla em 1979. Orientou seus seguidores a ingressar no PDT de Leonel Brizola. Morreu no Rio de Janeiro, em 1990, aos 92 anos de idade.

, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.