Divulgação/PRF
Divulgação/PRF

PRF apreende 400 quilos de maconha e detêm adolescentes no Paraná

Droga estava dentro de veículo que trafegava pela Rodovia BR-277; polícia armou emboscada para prender dois dos suspeitos

Solange Spigliatti, Central de Notícas

24 Março 2011 | 12h07

SÃO PAULO - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) usou um recurso conhecido como "cavalo de troia" para prender uma quadrilha de traficantes na manhã desta quinta-feira, 24, no Paraná. Foram apreendidos 400 quilos de maconha com o grupo.

 

Durante uma fiscalização na Rodovia BR-277, em Irati, um Golf carregado com a maconha, um quilo de crack, duas pistolas 9mm e 84 munições desse mesmo calibre foi apreendido após motorista e passageiro fugirem e abandonarem o carro sobre a pista. Para atrair a dupla, os policiais usaram um Vectra que fazia o serviço de "batedor" para eles.

 

Segundo a PRF, o Vectra batedor foi abordado pelos policiais. Ao darem ordem de parada, o motorista jogou o carro para cima deles para tentar facilitar a fuga do Golf, que conseguiu escapar.

 

O Vectra foi parado e o motorista e um passageiro detidos. A equipe da PRF se dividiu e enquanto alguns policiais revistavam o carro batedor, o restante perseguiu o Golf, que foi encontrado abandonado, a 12 quilômetros do posto da PRF. Os tabletes de maconha lotavam todo o porta-malas. No interior do carro foram encontrados também o crack, as pistolas e munições.

 

Para atrair os fugitivos, os policiais trafegaram com o carro batedor, de vidros fechados, próximo ao local onde o Golf foi encontrado abandonado. Ao avistarem o Vectra, dois adolescentes deram sinais com as mãos e foram em direção ao carro, mas se depararam com os policiais e não tiveram tempo de reagir.

 

Ao todo, foram presos os dois homens que estavam no Vectra, um de 26 e outro de 23 anos, e apreendidos os dois adolescentes que estavam no Golf, um de 17 e outro de 16 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.