1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PRF reduz para 12 o número de mortos em acidente de ônibus na Bahia

Tiago Décimo - O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2014 | 16h 00

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, 20 ficaram feridas e 17 seguem internadas após choque com retroescavadeira

SALVADOR - A Polícia Rodoviária Federal reduziu para 12 o número de mortos em um acidente envolvendo um ônibus, uma carreta e uma retroescavadeira ocorrido no início da manhã desta segunda-feira, 27, na BR-110, entre os municípios de Alagoinhas e Inhambupe, na Bahia, 150 quilômetros ao norte de Salvador. Inicialmente, os agentes da PRF haviam informado que 14 pessoas teriam morrido na colisão.

Segundo a PRF, 11 pessoas - o motorista do ônibus e 10 passageiros - morreram no local do acidente e mais um passageiro morreu após ser atendido no Hospital Regional Dantas Bião, em Alagoinhas. Outras 20 pessoas, todas passageiras do ônibus, ficaram feridas e 17 seguem internadas na unidade.

A colisão ocorreu pouco antes das 6h30 (horário local). Segundo a PRF, a retroescavadeira estava sendo transportada pela carreta, mas se desprendeu da carroceria do veículo em uma curva e caiu na pista, atingindo o ônibus, da Viação Gontijo, que seguia no sentido contrário, fazendo a linha entre São Paulo e Paulo Afonso, no extremo norte da Bahia, com 38 passageiros.

De acordo com os agentes que participaram do socorro às vítimas, não foi encontrado, na carreta, nenhum material que sinalizasse que a retroescavadeira estava presa na carroceria do veículo. O motorista da carreta, identificado como Jonison Lima Santos, residente em Alagoinhas, fugiu do local do acidente, mas se apresentou pouco depois em um posto da PRF. Ele foi ouvido pelos agentes e detido em flagrante, por homicídio com dolo eventual.

O tráfego na rodovia só foi liberado no início da tarde e, segundo a PRF, segue lento nas imediações de onde ocorreu a colisão.

Mortos em ambulância. Em outro grave acidente registrado nesta segunda nas rodovias baianas, quatro pessoas morreram carbonizadas após a ambulância na qual estavam capotar e pegar fogo na BR-324, altura do município de São Sebastião do Passé, no Recôncavo Baiano. O veículo, do Hospital Regional de Irecê, cidade 480 quilômetros a oeste de Salvador, transportava um menino de 4 anos para Salvador, para retirar um objeto que ele havia engolido acidentalmente. O acidente ocorreu por volta das 2h30.

O menino, Daniel Carvalho Fernandes, a mãe dele, Josiara Carvalho, de 20 anos, a técnica em enfermagem Arleide Pimenta e o motorista da ambulância, Marcelo Santos, morreram no local. Segundo a PRF, a suspeita é que o condutor do veículo tenha dormido ao volante

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo