Professores de Santa Catarina decidem manter greve

Paralisação acontece desde 18 de maio e reivindica, dentre outras coisas, gratificação, remuneração, piso e abono de faltas nos dias de greve

Carolina Spillari, do estadão.com.br,

06 Julho 2011 | 23h40

SÃO PAULO - Em assembleia estadual, cerca de quatro mil trabalhadores de educação do Estado de Santa Catarina (Sinte-SC) decidiram nesta quarta-feira, 6, continuar a greve desencadeada no último dia 18 de maio.

 

A pauta de reivindicações é extensa e aborda pontos como gratificação, remuneração, piso, comissão paritária, abono de faltas nos dias de greve e progressão funcional. As negociações vem ocorrendo desde o começo da greve e a última aconteceu no último dia 3, de acordo com o sindicato.

Mais conteúdo sobre:
Santa Catarina greve professores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.