1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Prostitutas de 12 anos nas ruas do Guarujá

Rejane Lima - O Estadao de S.Paulo

28 Novembro 2008 | 00h 00

Um diagnóstico sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes no Guarujá, na Baixada Santista, revela que há meninas de apenas 12 anos fazendo programas nas ruas do município, que as jovens chegam a faturar R$ 400 por noite e que, embora a cidade seja turística, o fenômeno não se caracteriza como turismo sexual. Consultora do estudo, a assistente social Neide Gravato da Silva se surpreendeu com a pouca idade das meninas. "A gente esperava (pessoas) um pouco mais velhas. Pela nossa experiência, você encontra meninas de 12 anos quando há uma rede de exploração", conta a pesquisadora, afirmando que o trabalho no Guarujá acontece de forma autônoma. "Elas foram fazer o comércio de sexo por meio de uma amiga, que falou que conseguia dinheiro e chegou à comunidade com roupa legal e celular novo." A pesquisa foi desenvolvida pela organização não-governamental Meninos da Enseada. A psicóloga Regina Maria Lacerda afirma que as jovens não sabem quantificar seus ganhos mensais, embora digam que ganham em média R$ 300 por noite. De acordo com as entrevistadas, a maior parte dos clientes é de moradores do município. Outro ponto que descaracteriza a cidade como de "turismo sexual" é o fato de os 16 locais identificados como zona de prostituição serem em regiões carentes e não turísticas, com exceção do final da Praia da Enseada.

  • Tags: