PT cola ainda mais candidata ao presidente

Na reta final da campanha presidencial, a petista Dilma Rousseff atrela cada vez mais sua imagem à do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Tanto que o PT escolheu a dedo o dia nacional de mobilização da militância do partido em prol de Dilma: 27 de outubro. Além de ser aniversário de Lula, que completará 65 anos, também é o dia em que ele foi eleito pela primeira vez para a Presidência da República, em 2002.

Eugênia Lopes, O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2010 | 00h00

"No dia 27, vamos convocar todos os militantes para a arrancada final", explica o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra. "É um dia simbólico, porque é o aniversário do Lula e faz oito anos que o Lula foi eleito pela primeira vez", observa André Vargas (PR), secretário de comunicação do PT.

A cúpula petista considera que as aparições de Lula na propaganda de Dilma estão "na dose certa". A avaliação é de que a campanha tem de centrar forças não só no Sudeste. "No Nordeste, nós temos vantagem e temos perspectiva de ampliar essa maioria que já temos na região", diz Dutra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.