PT cresce e tem maior bancada na Assembleia

Partido sobe de 20 para 25 deputados; PSDB fica com 23 cadeiras, mas não deve ter problemas para formar maioria

Lucas de Abreu Maia, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2010 | 00h00

O PT elegeu a maior bancada na Assembleia Legislativa de São Paulo, de acordo com apuração parcial concluída às 21h de ontem. Passou para 25 o número de representantes do partido, cinco deputados a mais que na atual legislatura.

Já o PSDB, com a segunda maior bancada, perdeu uma cadeira e passou a ter 23 deputados na casa. A bancada do DEM foi a que registrou maior queda: o partido perdeu três assentos na Assembleia, elegendo nove parlamentares. A apuração parcial inclui 28,5 milhões de votos - ou 94,3% do total de 30,3 milhões de eleitores do Estado.

Depois do PT, o PV foi a legenda que teve o maior crescimento - passou de seis para nove deputados. PMDB e o quase-nanico PRB mantiveram o mesmo número de assentos: quatro e dois parlamentares, respectivamente. PDT, PTB e PPS perderam uma cadeira cada. Todos eles têm agora quatro deputados na Assembleia. O PSB também encolheu e caiu de cinco para três parlamentares. Embora em campos ideológicos opostos, PP e PSOL tiveram suas bancadas diminuídas na mesma proporção: ambos passaram a ter apenas um representante na Assembleia.

O PC do B elegeu dois representantes: a sambista Leci Brandão e Pedro Bigardi. Ele, que recebeu pouco mais de 21 mil votos, foi puxado por ela, eleita com o apoio de mais de 60 mil eleitores. Ligado à bancada evangélica, o PSC dobrou de tamanho: passou de dois para quatro deputados.

Campeões de voto. O deputado Bruno Covas (PSDB) - filho do ex-governador Mário Covas - foi o campeão de votos. Ele foi reeleito com mais de 226 mil sufrágios. O segundo no ranking foi Campos Machado (PTB), reeleito com mais de 210 mil votos.

Dos cinco eleitos mais bem colocados, quatro são tucanos: além de Bruno, Fernando Capez, Pedro Tobias e Paulo Alexandre Barbosa conquistaram um lugar na Assembleia. Pelo PT, o deputado mais votado foi o atual presidente estadual da legenda, Edinho Silva, com 180 mil eleitores. O deputado Rui Falcão - coordenador de comunicação da campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência -, é o nono da lista e foi reeleito com 170 mil votos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.