Quatro envolvidos em assalto a joalheria de shopping na zona sul de SP estão presos

Bandidos eram monitorados pelo Departamento de Investigações sobre Crime Organizado

estadao.com.br,

01 Março 2011 | 03h53

São Paulo - A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão a Roubo de Joias, Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) indiciou, nesta segunda-feira, 28, outros dois bandidos envolvidos no assalto a uma joalheria dentro do Shopping Morumbi, zona sul de São Paulo, no início de fevereiro.

Eles eram monitorados pela equipe e acabaram reconhecidos por testemunhas durante a tarde. Segundo a Polícia Civil, as informações obtidas apontam para a participação de 16 indivíduos no assalto. Os indiciados são Adauto Leão Guilherme, de 30 anos, e Cleiton Gomes de Oliveira, 30 anos. Os dois eram foragidos da Justiça. As prisões aconteceram no sábado, 26, durante ação da Polícia Militar na favela Vietnã, na zona sul. Outro envolvido, Rodrigo da Silva Galvão, de 25 anos, no roubo a joalheria acabou morto no confronto com os PMs.

Os três já tinham sido identificados pelos policiais do Deic, que investigavam o paradeiro do grupo. Ao saber da prisão na região do Jabaquara, a equipe solicitou a presença de Guilherme e Oliveira na delegacia especializada. A dupla confessou a participação no roubo à joalheria. Outros dois integrantes do grupo, o ajudante José Adriano de Oliveira França, o "Tio", de 27 anos, e o servente Igor da Silva Oliveira, de 31, que era foragido, foram presos no último dia 23, também na região da Favela Vietnã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.