Quatro pessoas são detidas durante greve de ônibus no Rio

Segundo a Polícia Militar, elas tentavam impedir motoristas de ônibus que não aderiram a greve de rodoviários a trabalhar

Thaise Constancio, O Estado de S.Paulo

13 Maio 2014 | 10h09

RIO - Pelo menos quatro pessoas foram detidas na manhã desta terça-feira, 13, por tentarem impedir motoristas de ônibus que não aderiram a greve de rodoviários a trabalhar. Sem o apoio do sindicato, a categoria decretou greve de 48 horas, deflagrada à 0h desta terça.

Um homem e uma mulher, funcionários da empresa São Silvestre, foram detidos após quebrarem a chave de um ônibus da Viação Via Rio que passava na Avenida Brasil, altura da Penha, no sentido centro. De acordo com policiais militares do Batalhão de Policiamento de Vias Especiais (BPVE), a dupla obrigou o motorista da linha 945 (Pavuna x Ilha do Fundão) a parar o veículo na pista lateral e quebraram a chave. O veículo foi levado para a 22ª Delegacia de Polícia (Penha, zona norte) onde o motorista presta depoimento.

Na Praça Saens Peña, na Tijuca, zona norte, dois homens em uma moto foram detidos por policiais do Batalhão de Choque e conduzidos a 19ª DP (Tijuca). Eles tentavam forçar o motorista a desembarcar do veículo. A dupla tentou fugir, mas foi alcançada pelos policiais.

Mais conteúdo sobre:
greve de ônibus Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.