Queda de 3 linhas de transmissão causou apagão, diz ministério

Secretário-executivo de Minas e Energia falou que problema ocorreu entre São Paulo e Paraná devido ao clima

Leonardo Goy, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2009 | 10h04

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse nesta quarta-feira, 11, que o apagão que atingiu boa parte do País foi causado pela queda de três linhas de transmissão que transportam energia da hidrelétrica de Itaipu. Pelo Twitter, a usina já havia informado que desconfiava que problemas de transmissão entre Paraná e São Paulo provocaram o blecaute.

 

Veja também:

linkConfira a situação do trânsito em SP pós-blecaute

lista Conheça o histórico dos grandes apagões brasileiros

mais imagens Imagens do blecaute que atingiu o Brasil

especialLeia a cobertura completa sobre o blecaute

 

Foram elas: duas linhas entre os municípios de Ivaiporã (Paraná) e Itaberá (São Paulo) e uma terceira entre Itaberá e Tijuco Petro (em São Paulo). Segundo o secretário, a queda foi causada por "condições meteorológicas adversas", mas ele não especificou quais foram. Zimmermann também afirmou que o tempo de restabelecimento do sistema foi relativamente curto - cerca de 4 horas. Ele lembrou que recentemente um apagão nos Estados Unidos levou quase dois dias para ser solucionado. 

 

 

Itaipu não registrou nenhum tipo de pane em suas instalações. Ainda no Twitter, a hidrelétrica afirma que a atribuição de Itaipu é gerar energia e a transmissão é responsabilidade de Furnas, que dispõe de subestação em Foz do Iguaçu perto da usina.

 

Zimmermann também defendeu a qualidade da operação do sistema elétrico brasileiro. "O sistema brasileiro é de ponta", disse ele, acrescentando que o Brasil vem investindo, nos últimos anos, no seu sistema de transmissão e na interligação elétrica do País. "O que tivemos não foi um problema de falta de energia, mas um problema elétrico", afirmou.

 

Zimmermann disse que não há como comparar o apagão de ontem com o racionamento de energia 2001/2002. "Em 2001 faltaram investimentos em transmissão e em geração", disse. Ele reiterou que nesta quarta, às 17 horas, haverá uma reunião extraordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) para diagnosticar com precisão a causa do apagão e evitar futuras ocorrências semelhantes.

  

 

Atualizado às 10h46 para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.