1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Radialista é ameaçado por ouvinte armado ao se negar a tocar música no RS

Lucas Azevedo - ESPECIAL PARA O ESTADO DE S. PAULO

06 Abril 2014 | 20h 43

Ouvinte queria ouvir música gauchesca e ameaçou apresentador da rádio com uma faca

PORTO ALEGRE - Um radialista foi ameaçado com uma faca por um ouvinte dentro do estúdio da rádio na qual trabalha, na cidade de Giruá, no noroeste gaúcho. A confusão ocorreu depois que o locutor não atendeu a um pedido musical feito por telefone, na última sexta-feira.

Jair Wathier, da rádio 104,1 FM, apresentava seu programa quando foi surpreendido com o homem armado, às suas costas. Segundo o radialista, trata-se de um comerciante da cidade que pediu, por telefone, uma música tradicional gauchesca. Como o programa não apresentava esse tipo de canção, uma outra obra foi tocada.No momento do incidente, apenas Wathier e a secretária estavam no prédio da rádio. "Para com isso, Chico", disse o locutor no momento da invasão. Os ouvintes puderam escutar xingamentos feitos pelo comerciante, enquanto ele batia a adaga na mesa de áudio.

"Que homem louco, o Chico. O cara chegou aqui e puxou uma faca. Pessoal da Brigada [Militar]... Muito bem, o agressor foi embora. Estamos bem, graças a Deus, tivemos um ouvinte que não gostou da música que rolamos, chegou aqui e puxou uma faca. Agora será encaminhada para as nossas autoridades", falou Wathier, ao vivo, logo após o ouvinte deixar o local.

A polícia procura o homem, cuja identidade não foi revelada, para prestar esclarecimentos. Ele teria antecedentes por tráfico de drogas. A música pedida - e não tocada - era "Corpo Esgualepado", do cantor tradicionalista Xirú Missioneiro, conhecido cantor gauchesco.

  • Tags: