1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Rebelião em presídio no Maranhão termina com pelo menos 18 mortos

Priscila Trindade - Central de Notícias

09 Novembro 2010 | 14h 19

Motim durou 27 horas e foi controlado pela Tropa de Choque da PM; presos reivindicavam a redução da superlotação, melhora na comida e no fornecimento de água

SÃO PAULO -  Terminou por volta das 13h30 (horário de Brasília) desta terça-feira, 9, a rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luis, no Maranhão. O motim durou cerca de 27 horas e deixou ao menos 18 mortos.

 

A Tropa de Choque, da Polícia Militar, foi acionada para controlar a situação. Com o fim da rebelião, os presos foram levados para o pátio enquanto as equipes vistoriam as celas na busca de objetos cortantes e armas. A fiscalização continuava por volta das 16 horas. Dois revólveres calibre 38 e um calibre 32 já foram apreendidos com os rebelados.

 

Cinco agentes penitenciários foram mantidos reféns durante as negociações dos presos. As vítimas foram libertadas e encaminhadas a um hospital para atendimento médico. Os detentos reivindicavam a redução da superlotação, melhora na comida e no fornecimento de água, além de revisão das penas. A SSP-MA não informou quais exigências foram atendidas. Segundo a Secretaria, o complexo de Pedrinhas abriga atualmente 4 mil presos, o dobro da capacidade do local.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), 18 presos foram assassinados durante a rebelião por facções rivais. Quinze morreram no Anexo 3 do Presídio São Luis e outros três no Centro de Custódia de Presos do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Os corpos serão levados para o Instituto Médico Legal (IML).

 

Nomes. A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão divulgou  no início da noite de hoje a lista com o nome dos primeiros 12 detentos mortos identificados durante a rebelião.

 

Detentos do presídio São Luís

Milson Silva de Carvalho (Spike)

Eromar de Sousa Ferreira

Rerisângelo Santos Silva

José Ricardo Vieira Pereira

Cleiton Costa Soares (Kekê)

Izaquiel Barbosa de Miranda

José Antônio Ribeiro (Bigode)

José Ribamar dos Anjos Filho (Dragão)

José Francisco de Sousa (Chiquinho)

 

Detentos da penitenciária de Pedrinhas

Eriedson de Jesus dos Santos (Gaguinho)

Romuel Antônio Souza Santos (Bruce Lee)

Francisco Wellington Pinto da Silva (Cagão)

 

Notícia atualizada às 20h02

  • Tags: