Renegado identificou bandidos

Renegado pelos traficantes do Complexo do Camará, Silas Pereira, de 18 anos, acusou em depoimento à polícia os presos e os mortos na operação de anteontem de ligações com o tráfico. Espancado e expulso do morro após dormir com um radiotransmissor na mão, na semana passada, o "olheiro" atuava na Vila Aliança e conhecia todo o bando da Coréia, onde morava. Após a operação policial, o "olheiro" trapalhão fugiu para o Morro da Serrinha, em Madureira (zona norte), onde foi preso ontem por uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC). A prisão de Pereira foi considerada fácil pelos agentes. "Silas identificou vários dos presos, incluindo o Aranha, que confessou o assassinato do policial na Coréia", disse o delegado titular Marcus Vinícius Braga, referindo-se a um dos principais líderes do tráfico na favela.

Pedro Dantas e Clarissa Thomé, O Estadao de S.Paulo

19 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.