Resgatados tripulantes de navio turco que pegou fogo no RS

Vinte e duas pessoas foram salvas do acidente, que aconteceu a 260 km do litoral norte gaúcho; um morreu

Solange Spigliatti e Priscila Trindade, Central de Notícias

23 Novembro 2009 | 14h52

A Fragata Bosísio, um dos dois navios enviados pela Marinha do Brasil para socorrer o navio mercante de bandeira turca incendiado na noite deste domingo, 22, resgatou todos os 22 sobreviventes (20 turcos e 2 do Azerbaijão) e um corpo, segundo informações da Marinha. A informação inicial de que se tratavam de 27 tripulantes não foi confirmada.

 

Não se sabe ainda as causas do incêndio no navio mercante turco, denominado (NM) DUDEN, mas o estado de saúde dos sobreviventes é regular, com alguns apresentando pequenas escoriações. O resgate foi feito a cerca de 260 quilômetros do litoral norte gaúcho, na região de Tramandaí.

 

O Salvamar Sul, do Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN), empregou no resgate três navios, as Fragatas Bosísio e Constituição, além do Navio-Patrulha Benevente, todos participando da Operação Laçador pela Força Combinada Rio Grande.

Mais conteúdo sobre:
incêndio RS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.