1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Rio tem três tiroteios entre policiais e traficantes desde a noite de segunda

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

20 Maio 2014 | 10h 54

Dois PMs e dois suspeitos foram baleados; no Alto da Boa Vista, zona norte, bandidos armados com fuzis assaltaram motoristas

RIO - Policiais e traficantes trocaram tiros na Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro; em Irajá, na zona norte; e em Piratininga, em Niterói. No Alto da Boa Vista, na zona norte, bandidos armados com fuzis assaltavam motoristas. As quatro ocorrências acontecerem desde a noite de segunda-feira, 19, até a madrugada de terça-feira, 20.

Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha trocaram tiros com traficantes na madrugada desta terça. De acordo com a Coordenadoria das UPPs, os agentes patrulhavam a área conhecida como Lajão e foram recebidos a tiros pelos criminosos que conseguiram fugir. Ninguém ficou ferido e o caso foi registrado na 11ª Delegacia de Polícia (Rocinha).

No fim da noite de segunda, bandidos armados com fuzis assaltaram motoristas de carros que estavam em um posto de gasolina na Estrada de Furnas, no Alto da Boa Vista, na zona norte. De acordo com o 6º Batalhão de Polícia Militar (Tijuca), os criminosos chegaram ao local em dois veículos e cometeram os assaltos. O bando conseguiu fugir com os pertences das vítimas.

Também à noite, um policial militar do 12º BPM (Niterói) foi baleado na Favela do Inferninho, em Piratininga, na região oceânica de Niterói, na região metropolitana do Rio. Ele participava de uma operação de combate ao tráfico de drogas e foi levado para o Hospital Azevedo Lima, no bairro do Fonseca. Apesar de ser submetido a uma cirurgia, o policial corre risco de perder o baço. Uma quantidade ainda não definida de drogas e uma arma foram apreendidas na ação.

Um tiroteio durante perseguição no entroncamento entre a Rodovia Presidente Dutra e a Avenida Brasil, na zona norte do Rio, deixou um PM e dois suspeitos feridos no fim da noite de segunda, 19. De acordo com a Polícia Militar, policiais do 41º Batalhão, em Irajá, suspeitaram da ação de seis homens que estavam em um Voyage e não obedeceram a ordem para parar, dando início à perseguição e à troca de tiros. O tiroteio se prolongou até o bairro de Irajá, onde os criminosos teriam buscado se refugiar em um conjunto habitacional. Quatro foram capturados e dois conseguiram fugir. Segundo a PM, foi apreendida uma pistola, munição, carregadores e uma granada com o grupo.

Um cabo da PM foi atingido na boca e no braço. Ele foi socorrido por um taxista e levado para o Hospital Federal de Bonsucesso, depois transferido para o Hospital Central da PM. Os dois suspeitos baleados foram levados para o Hospital Getúlio Vargas e até o início da manhã não havia sido divulgado boletim médico.