1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Roger Abdelmassih cita Genoino e diz merecer regime semiaberto

Sérgio Quintella - O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2014 | 20h 17

Em conversa com a Polícia Civil e o repórter Sérgio Quintella, da Rádio Estadão, o ex-médico alegou que tem uma prótese 

Em conversa com a Polícia Civil nesta quarta-feira, 20, o ex-médico Roger Abdelmassih citou José Genoino e alegou que também tem direito à liberdade. O áudio exclusivo foi revelado pela Rádio Estadão. Abdelmassih foi levado para o Presídio de Tremembé após passar três anos foragido.

"Se o Genoino pode sair por causa do problema dele, eu posso também. Eu tenho uma prótese. Isso é muito pior. Passei um período difícil. É duro você ser condenado e não existir uma gravação contra você", disse. 

Ouça conversa com o repórter Sergio Quintella: 

Abdelmassih também disse que usava disfarces para sair de casa. "Eu não saía sem a peruca e um óculos. Eu estava diferente do que eu era". O ex-médico comentou que morava em uma casa de luxo no Paraguai. "Era uma bela casa (no Paraguai). Uma casa daquelas aqui custaria uns 8 mil dólares (o aluguel). Lá custava 1.800 dólares. Tinha quatro quartos, uma bela casa". 

"Sempre fui querido. E vou te contar mais. O Nicolas Leoz teve dois filhos comigo. E eu não procurei ele, para não constranger", completou Abdelmassih.