1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Secretaria investiga vídeo que mostra presos cantando rap em Goiás

Marília Assunção - Especial para O Estado

21 Fevereiro 2014 | 21h 37

Vocalista é detento de alta periculosidade, preso nesta semana pela quinta vez

GOIÂNIA - A Secretaria de Administração Penitenciária de Goiás (Sapejus) está investigando como presos do regime fechado gravaram um vídeo cantando rap dentro de uma cela do sistema prisional goiano. O vídeo já tem quase 47 mil visualizações no YouTube e tem como vocalista um detento de alta periculosidade, preso pela quinta vez esta semana.

Além do vídeo, com duração de aproximadamente quatro minutos, gravados sem transtornos, o cantor e alguns detentos ostentam grossos colares de ouro, ornamentos que também são proibidos em presídios.

A música tem mensagens para quem gosta de rap, incentiva a "cena rap de Goiás", mas também dá recados e ameaças típicas do mundo do crime, como um "tiro na testa para quem vacilar". O vídeo foi postado em 2010 quando, segundo a secretaria, o controle no presídio tinha falhas.

Quem aparece cantando é o criminoso de Minas Gerais Sthephan Vieira, hoje com 29 anos. Ele avisa no vídeo: "Eu vou voltar, o mesmo de sempre, (para) fortalecer o elo da corrente". O traficante mineiro cumpriu a promessa e, após a mais recente das duas fugas, foi preso esta semana pela Polícia Civil de Goiás, envolvido em grande esquema de tráfico de drogas. Ele e outras pessoas foram flagradas em dois apartamentos bem instalados e repletos de armamento pesado, onde havia grande quantidade de entorpecentes.

Apesar de relativamente bem filmada e estável, a imagem de 2010 foi feita provavelmente por um aparelho celular introduzido de forma clandestina no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ao lado e atrás do vocalista, aparecem no mínimo 13 companheiros dele que também cantam alguns trechos.