Secretário diz que Força Nacional ficará no Rio após o Pan

Manhã foi de calma no Complexo do Alemão, onde ocupação já dura 60 dias

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 10h04

O secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Corrêa, anunciou, nesta sexta-feira, 29, que a Força Nacional de Segurança (FNS) permanecerá no Rio de Janeiro depois dos Jogos Pan-Americanos, que começam no dia 13 de julho. "O Rio de Janeiro não será abandonado quando o Pan sair de cena", declarou Corrêa. No entanto, o secretário informou que o número de policiais, que chegará a 6 mil durante o Pan, vai diminuir após os jogos "de acordo com a demanda". Ele afirma que o Centro de Comando e Controle, o Centro de Inteligência e os novos aparelhos de segurança que ficarão na cidade vão racionalizar a gestão do efetivo da polícia fluminense. Complexo do Alemão A manhã deste sábado foi de aparente tranqüilidade no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. No dia em que as operações policiais na região completaram 60 dias, agentes da Força Nacional de Segurança continuaram patrulhando os acessos ao conjunto de favelas revistando carros e moradores. Policiais do 16º Batalhão de Polícia Militar e do Grupamento Rondas Ostensivas Nazareth Cerqueira (Ronac) faziam rondas nos arredores e também revistavam carros em algumas ruas. O Destacamento de Policiamento Ostensivo localizado na Favela da Fazendinha, em Ramos, funcionou normalmente e não registrou ocorrências durante a noite que foi calma, de acordo com a Polícia Militar. O comércio abriu as portas e na rua Joaquim Queiroz, o principal acesso à Favela da Grota, um feira livre teve intenso movimento. Moradores aguardavam à tarde a chegada de representantes da OAB/RJ, das ONG Afroreggae e Justiça Global e do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) que vão até a Favela Grota ouvir relatos de moradores sobre abusos policiais e supostos inocentes mortos na operação policial de quarta-feira que deixou 19 mortos e 9 feridos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.