Seis PMs acusados de atirar em rapaz em Manaus são presos

Policiais alegam que o garoto fazia parte de um grupo de traficantes, mas adolescente diz ter sido agredido sem motivo; sétimo envolvido deve se apresentar nesta sexta-feira

Priscila Trindade, Central de Notícias

25 Março 2011 | 09h47

SÃO PAULO - Seis policiais militares foram presos na noite de quinta-feira, 24, por balearem a queima-roupa num adolescente de 14 anos, em Manaus. A agressão ocorreu no dia 17 de agosto de 2010. Os policiais atiraram três vezes no adolescente, que sobreviveu.

>

 

Os presos estão no batalhão da PM. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o sétimo envolvido no caso deve se apresentar ainda hoje.

 

Os PMs alegam que o garoto fazia parte de um grupo de traficantes, mas o adolescente, que agora entrou para o Programa Estadual de Proteção a Vítimas e Testemunhas (Provita), diz ter sido agredido sem motivo.

Mais conteúdo sobre:
PM Manaus presos adolescente SSP agressão baelado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.