Seis presos são mortos e oito fogem de presídio durante rebelião em Goiás

Governo confirmou que ao menos um detento foi decapitado e dois foram carbonizados pelo grupo que conseguiu fugir da cadeia

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

27 Julho 2017 | 03h56

Uma rebelião no Presídio de Jussara, no noroeste de Goiás, terminou com seis presos mortos e oito foragidos na noite desta quarta-feira, 26. Ao menos uma das vítimas foi decapitada e duas foram carbonizadas pelos fugitivos, segundo a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária de Goiás (Seap). 

O conflito teria começado quando o grupo rendeu agentes penitenciários e ateou fogo em colchões de várias celas. Foi preciso acionar o Corpo de Bombeiros para o combate às chamas.

Em nota, a Seap informou que as polícias Civil e Militar do Estado de Goiás fazem buscas aos detentos, que fugiram levando as armas dos funcionários. "Foram tomadas as medidas administrativas para apurar as causas do ocorrido", de acordo com o comunicado da superintendência. Nenhum preso havia sido recapturado até o final da madrugada desta quinta-feira, 27.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.