Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Brasil

Brasil » Senado aprova projeto que torna inelegível agente público julgado por exploração sexual de crianças

Brasil

Wilton Junior/Estadão

Brasil

PMDB

Senado aprova projeto que torna inelegível agente público julgado por exploração sexual de crianças

Texto foi modificado para acrescentar que inelegibilidade só ocorreria após julgamento em 2ª instância

0

Erich Decat ,
O Estado de S. Paulo

19 Abril 2017 | 20h18

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 19, um projeto de lei que torna inelegível agente público julgado em 2ª instância por envolvimento com prostituição e exploração sexual de criança ou adolescente. A proposta segue para discussão da Câmara.

Inicialmente, a proposta previa que a inelegibilidade ocorreria após o recebimento da denúncia por parte Ministério Público. Tal medida foi contestada, contudo, pelo líder do PMDB do Senado, Renan Calheiros (AL).

"É um precedente muito grave, uma Casa do Legislativo, mesmo numa circunstância meritória, atribuir poder ao Ministério Público de tornar alguém inelegível. O Ministério Público descamba para uma disputa política, é isso que estamos vendo no noticiário nacional", ressaltou Renan. 

As colocações do peemedebista contaram com a adesão dos demais senadores, entre eles autor e do relator da proposta, Cristovam Buarque (PPS-DF) e Magno Malta (PR-ES).

Com a mudança, o texto foi aprovado com 68 votos favor e 1 contra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.