Senado pauta a reforma

Causa própria

João Bosco Rabello, O Estado de S.Paulo

27 Março 2011 | 00h00

Além dos debates públicos, outro fator eleitoral ajuda a retardar os trabalhos da comissão de reforma política na Câmara: segundo alguns de seus titulares, a longa exposição de seis meses, com direito a convivência com plateias qualificadas e influentes em todo o País, é conveniente a colegas que buscam visibilidade e ganhos eleitorais. A começar pelo deputado Almeida Lima (PMDB-SE), cujo comportamento na presidência é avaliado por alguns como inadequado à função de mediador. Um parlamentar mineiro conta que cada intervenção sua não dura menos de 15 minutos, como uma que fez em defesa do distritão, com a ênfase dos palanques.

Na berlinda

A saída de Roger Agnelli da presidência da Vale aumentará a pressão pela convocação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, pelo Senado, que o governo já conseguira evitar por ocasião da compra do Banco Panamericano ao empresário Sílvio Santos. A oposição pretende explorar o episódio pelo aspecto intervencionista do governo na gestão privada da Vale do Rio Doce, que considera política.Nas ruas

O PMDB lançará candidatos próprios a prefeitos em todos os municípios com mais de 200 mil habitantes, mesma intenção do PT, que terá a ajuda do ex-presidente Lula na campanha de 2012. A decisão, já anunciada no jantar comemorativo dos 45 anos do partido, inclui a meta de conquistar 100 cidades que concentram 64% do eleitorado. A lista contempla as 27 capitais e centros estratégicos como Londrina (PR), Joinville (SC), Campina Grande (PB) e Olinda (PE). No partido, a empreitada é tratada como decisiva na disputa travada com o PT pela hegemonia partidária e, consequentemente, por maior poder de barganha junto ao governo.

Nada com isso

O ministro Antonio Palocci deplora a versão de que a demissão da presidente da Caixa Econômica, Maria Fernanda, tem sua digital. E a considera subproduto da disputa política.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.