1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Servidores municipais de Belo Horizonte decidem manter greve

Marcelo Portela - O Estado de S. Paulo

14 Maio 2014 | 19h 44

Cerca de dois mil funcionários saíram nesta quarta em passeata pelas ruas da capital mineira

BELO HORIZONTE - Cerca de dois mil funcionários da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), segundo a Polícia Militar (PM), fizeram nesta quarta-feira, 14, passeata em algumas das principais vias do centro da capital após decidirem manter greve iniciada no último dia 6. O ato ocorreu após assembleia na qual os servidores rejeitaram proposta apresentada pelo Executivo após o movimento ter sido deflagrado.

A categoria reivindica reajuste salarial de 15%, e o aumento no valor do vale-alimentação dos atuais R$ 17 para R$ 28. A PBH ofereceu aumento 5,56% nos salários e o acréscimo de R$ 1 no vale alimentação. Inicialmente, a proposta do Executivo era para que os reajustes valessem a partir de outubro, mas antecipou o prazo em um mês, o que também foi recusado pelos servidores.

A greve envolve trabalhadores das mais diversas áreas como Saúde, Educação, Administração, Limpeza Urbana e outras. Segundo balanço divulgado pela PBH na segunda-feira, 12, 30% das escolas estavam funcionando normalmente, sendo que houve paralisação parcial em 126 instituições (67%) e total em seis (3%). Ainda de acordo com a prefeitura, nenhuma unidade de saúde deixou de funcionar, sendo que 23,1% dos funcionários da área não trabalharam. Nova assembleia está prevista para o próximo dia 20.

  • Tags: