Sindicato de motoristas de Salvador aceita proposta e anuncia fim da greve

Aumento no valor do vale-refeição foi autorizado e será feito reajuste salarial de 9%; assembleia contou com a participação de 3 mil empregados

Tiago Décimo , O Estado de S. Paulo

28 Maio 2014 | 16h07

SALVADOR - Chegou ao fim, no início da tarde desta quarta-feira, 28, a greve dos rodoviários em Salvador. Segundo o sindicato da categoria, os trabalhadores aceitaram voltar ao trabalho depois que um aumento no valor dos vales-refeição foi autorizado - dos R$ 12 propostos inicialmente pelos empresários do setor, para R$ 14.

O restante do acordo é o mesmo que havia sido proposto pelos patrões na segunda-feira, com reajuste salarial de 9% (os trabalhadores reivindicavam 12%) e diminuição da carga horária diária de oito para sete horas. Os empresários também teriam se responsabilizado a iniciar um programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) nas empresas a partir do próximo ano.

De acordo com o sindicato, uma assembleia realizada neste início de tarde, com a participação de cerca de 3 mil empregados do sistema de transporte da cidade, decidiu pelo retorno imediato ao trabalho. A expectativa do presidente do sindicato, Hélio Ferreira, é que os ônibus voltem a circular ainda na tarde desta quarta.

Mais conteúdo sobre:
Cidades Salvador greve motoristas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.