1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Supermercados de Rio Branco começam a limitar venda de produto

Itaan Arruda - Especial para o Estado

25 Março 2014 | 18h 59

Também faltam frutas e as que estão disponíveis tiveram o preço reajustado em até 40%

RIO BRANCO - As fortes chuvas que continuam caindo sobre o Rio Madeira complicaram ainda mais a situação de Rio Branco, no Acre. O desabastecimento de produtos básicos já é sentido pela população. Faltam frutas nas prateleiras e as que estão disponíveis tiveram o preço reajustado em até 40%. Supermercados têm limitado a venda de leite a um litro por pessoa e passaram a colocar achocolatados e leite condensados no lugar onde antes eram expostos frutas e legumes.

O governo montou várias frentes de trabalho para viabilizar o abastecimento com produtos básicos. Com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o Estado improvisou quatro estruturas para balsas aportarem ao longo da BR-364, única via de acesso terrestre do Acre com as demais regiões do País.

Além disso, o Peru passou a exportar produtos básicos para o Estado, por meio de uma portaria da Agência Nacional de Transportes Terrestres. Seis empresas acreanas foram autorizadas a importar os produtos - cerca de 2 mil toneladas já passaram pela alfândega. A Força Aérea Brasileira (FAB) continua fazendo o transporte de hortifrutigranjeiros para Rio Branco.

Combustível. Os acreanos também estão tendo dificuldade para comprar combustível. Cerca de 700 mil litros de gasolina e diesel que deveriam ter chegado à capital na segunda-feira, 24, para distribuição imediata, só foram entregues nesta terça-feira, 25. O atraso provocou longas filas nos postos e houve o registro de brigas e discussões entre motoristas. Aos poucos, os postos vão sendo reabastecidos.

A mediação mais recente do Rio Madeira, feita pela Defesa Civil de Rondônia, indica que nesta terça-feira, ao meio-dia, a alta era de 19,61 metros. É a maior cheia da história. A previsão é de o nível permaneça neste patamar pelos próximos 40 dias.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo