Suspeito de matar policial em frente a pizzaria na zona norte é preso

Rapaz de 18 anos ferido a bala buscou atendimento na Santa Casa e chamou atenção da polícia

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

09 Outubro 2010 | 06h53

Um soldado da Polícia Militar de 36 anos foi assassinado na noite de sexta-feira, 8, por volta das 23 horas, em frente a uma pizzaria no Lauzane Paulista, região do Mandaqui, zona norte da capital. Em seguida, um rapaz de 18 anos ferido a bala buscou atendimento hospitalar e acabou preso, suspeito de envolvimento no crime.

 

Segundo testemunhas, o soldado do 47º Batalhão Marcel Santes, 14 anos de polícia, fazia "bico" de segurança para uma pizzaria da Avenida do Guacá, altura do número 400, e tomava cerveja com um amigo policial na frente do estabelecimento, próximo ao seu Gol prata, quando foi abordado. Dois homens armados chegaram em uma moto, atiraram várias vezes e fugiram.

 

Uma das balas atravessou o braço esquerdo e atingiu o tórax de Santes, que foi socorrido por colegas da 2ª Companhia do 43º Batalhão ao pronto-socorro do Mandaqui, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O amigo de Santes reagiu atirando e acertou um dos criminosos.

 

Alguns minutos após o crime, João da Silva Matias, 18 anos, deu entrada na Santa Casa com dois ferimentos a bala, um nas costas e outro na perna, e foi medicado e preso. Seu acompanhante, Marcos Vinicius Schimicok, 20 anos, também acabou detido e encaminhado ao 9º Distrito Policial, no Carandiru, onde o crime foi registrado.

Mais conteúdo sobre:
crime Mandaqui policial militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.