TAM revê sinergia com LAN e receita pode chegar a US$700 mi

As companhias aéreas TAM e a chilena LAN informaram nesta quinta-feira uma revisão das estimativas de sinergias esperadas como resultado de sua fusão.

REUTERS

12 Janeiro 2012 | 21h08

As sinergias poderão aumentar a receita operacional da Latam, companhia a ser criada a partir da fusão, entre 600 milhões de dólares e 700 milhões de dólares, antes da depreciação e de impostos, contra previsão inicial de 400 milhões de dólares.

"As sinergias serão capturadas, na sua plenitude, em quatro anos após a conclusão da transação. Isso representa um aumento entre 50 por cento e 75 por cento sobre a estimativa inicial de sinergias anunciada pelas empresas em agosto de 2010, que era de 400 milhões de dólares", diz o comunicado.

Segundo o documento, do total esperado de sinergias antes de impostos, entre 170 milhões de dólares e 200 milhões de dólares devem ser alcançados no primeiro ano da finalização da transação.

A TAM também informou que cerca de 40 por cento de todas as sinergias potenciais serão geradas pelo aumento das receitas com o negócio de passageiros, 20 por cento serão resultado do incremento de receitas com o negócio de cargas e os 40 por cento restantes serão obtidos com redução de custos.

A nova estimativa foi baseada no trabalho realizado pelas consultorias McKinsey & Company e Bain & Company e "reflete revisões mais detalhadas e atualizações das expectativas de reduções combinadas de custos e das oportunidades para geração de receita que surgirão da combinação proposta, e inclui benefícios do compartilhamento de melhores práticas identificadas em certas áreas".

(Por Fábio Couto e Juliana Schincariol)

Mais conteúdo sobre:
AEREAS TAM SINERGIAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.