1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Táxi capota, bate em ônibus e índia grávida morre em MT

Jéssica Freitas / O Estado de S. Paulo

15 Setembro 2012 | 17h 25

Filha de dois anos da índia, de etnia Kayabi, está em estado grave

Um táxi e um ônibus bateram de frente durante a tarde dessa sexta-feira, 14, no Mato Grosso, causando a morte de uma índia da etnia Kayabi, de 35 anos, que estava grávida. A filha da índia, de dois anos de idade, e o motorista do táxi sofreram ferimentos.

O acidente aconteceu por volta das 16h35 de ontem na rodovia MT-320, a dois quilômetros do Distrito Del Rey, pertencente à cidade de Carlinda, a 724 km de Cuiabá.

Segundo a polícia militar de Carlinda, a índia Aldemira Kayabi, que estava grávida de seis meses, levava sua filha, em um táxi, para a região de Alta Floresta. Durante o percurso, o motorista do táxi, que partiu do município de Colíder, fez uma ultrapassagem, mudando de faixa na rodovia. Ao tentar voltar para a faixa em que estava, o táxi colidiu com a traseira de um caminhão que trafegava com o pneu murcho. O táxi capotou na via e atingiu um ônibus que percorria a pista no sentido contrário.

A índia morreu no local. Sua filha e o motorista do táxi foram encaminhados para o Hospital Municipal de Carlinda e foram transferidos para o Hospital Regional de Alta Floresta. Ainda de acordo com a polícia militar, o estado de saúde da garota é grave. O taxista passa bem.

A perícia foi encaminhada para o local e investiga as possíveis medidas tomadas após o acidente. O corpo da indígena será encaminhado para a aldeira Cururuzim, onde ela morava.