Arnaldo Carvalho/Jc Imagens
Arnaldo Carvalho/Jc Imagens

Termina identificação de vítimas do acidente aéreo em Recife

Na quarta-feira, aeronave com destino a Natal caiu na capital pernambucana, matando as 16 pessoas a bordo

Solange Spigliatti - Central de Notícias,

17 Julho 2011 | 10h48

SÃO PAULO - Todos os corpos do voo 4896 da NoAr Linhas Aéreas, que caiu na região metropolitana de Recife na última quarta-feira, 13, foram identificados e liberados pela Polícia Científica de Pernambuco neste sábado, 16, segundo informações da Secretaria de Defesa Social do Estado.

 

Das 16 vítimas, apenas o corpo da gerente de contas, Camila Suficiel Marino, de 24 anos, natural de São Paulo, só foi possível a identificação através de exame de DNA. Todas as vítimas tiveram como causa morte, apontada pelos médicos, politraumatismo, devido ao impacto na queda da aeronave. Segundo a Secretaria, nove vitimas foram identificadas através da Perícia Papiloscópica (Impressões Digitais), realizadas pelo Instituto de Identificação Tavares Buril - IITB, seis através do da Odonto Legal (arcada dentária) no Instituto de Medicina Legal - IML.

 

Na manhã deste sábado, foram entregues aos seus familiares os corpos de Natã Braga da Silva, Breno Márcio Tavares de Faria e de Débora Pontes de Oliveira Santos. No início da tarde, foram liberados os corpos de Carla Sueli Barbosa Moreira e de Camila Suficiel Marino. Por residir no interior do Rio Grande do Norte, familiares de Jonhson do Nascimento Pontes, resolveram só retirar corpo do IML na manhã deste domingo.

 

Foram identificados através de exames papiloscópicos os corpos de: Ivanildo Martins dos Santos Filho, Roberto de Souza Gonçalves, Rivaldo Maurílio Cardoso, Breno Márcio Tavares de Farias, Marcelo de Albuquerque Carneiro Campelo, Natã Braga da Silva, Maria da Conceição Oliveira, Bruno Frederico Ribeiro de Albuquerque e Antônia Fernanda Jalles. Através da Odontologia foram identificados: Raul Costa Farias Cintra, Jonhson do Nascimento Pontes, Débora Pontes de Oliveira Santos, Carla Sueli Barbosa Moreira, Marcos Ely Soares de Araújo e André Louis Pimenta Freitas.

 

O bimotor L410 fazia a linha Recife/Mossoró, com escala em Natal e caiu às 6h55 da última quarta-feira, quatro minutos depois de decolar do Aeroporto Internacional dos Guararapes. Eram 6h51 quando o piloto informou à Torre de Controle que estava em situação de emergência tentou fazer pouso forçado, caindo em um terreno baldio próximo ao Hospital da Aeronáutica e localizado a 4 km do aeroporto e a 100 metros da praia de Boa Viagem.

 

Mais conteúdo sobre:
Recife Noar Linhas Aéreas acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.