TJ estatiza primeiro cartório cível do País

Atendendo a uma determinação do Conselho Nacional de Justiça, começa a funcionar amanhã o primeiro cartório estatizado pelo Tribunal de Justiça do Paraná. Com a mudança, todas as atividades da 10.ª Vara Cível - um dos maiores cartórios de Curitiba, segundo o desembargador convocado para a realização do trabalho, Francisco Rabello - serão realizadas por servidores do TJ. Até então, o órgão atuava em caráter privado . Até setembro de 2011, um concurso público deve ser realizado para preenchimento de vagas. O tribunal tem 12 mil processos em andamento.

, O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.