1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Traficantes que coordenam ataques às UPPs irão para presídios federais

Thaise Constâncio - O Estado de S. Paulo

01 Maio 2014 | 15h 03

Justiça aceitou os pedidos de transferência de três traficantes; governador Luiz Fernando Pezão tem conversado com governo federal

RIO - O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB) disse, nesta quinta-feira, 1º, que solicitará a transferência de cinco criminosos para presídios federais. Nessa quarta-feira, 30, a 42ª Vara Criminal da Capital aceitou os pedidos de transferência de três traficantes.

"Todos que forem pegos dilapidando patrimônio, atacando as sedes das UPPs, atacando os policiais, nós vamos reagir com força, vamos tirar do Estado, mandando para presídios federais. Tenho falado com o ministro da Justiça (José Eduardo Cardozo) duas, três vezes por dia, e ele tem sido de uma rapidez tremenda", afirmou.

Nos próximos dias a Secretaria de Segurança pedirá que o traficante Luiz Carlos Jesus da Silva, o Djalma da Rocinha, seja levado para uma unidade prisional federal. Ele é acusado de participar de ataques a policiais no morro.

Além dele, a Justiça estadual já aceitou o pedido de transferência de Márcio da Silva Lima, o Tola; Alexander Mendes da Silva, o Polegar; Adair Marlon Duarte, o Aldair da Mangueira; e Sandro Luís de Paula Amorim, o Peixe.

Na quarta-feira, 30, a 42ª Vara Criminal aceitou pedido da Secretaria de Segurança do Rio solicitou a transferência de Bruno Eduardo da Silva Procópio, o Piná; Eduardo Fernandes de Oliveira, o 2D; e Ramires Roberto da Silva. Os três são membros da facção Comando Vermelho, que coordena os ataques às Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).