Trechos da nota do PMN

"Ao convidarmos em 2009, a então deputada distrital para ingressar em nossas fileiras, o fizemos baseados nas informações então colhidas, de se tratar de uma pessoa de boa índole e fácil trato, filha zelosa, mãe dedicada, esposa amantíssima, estimada pela população, com estabilidade financeira, interessada no exercício da ação política, permitindo-nos visualizar um futuro promissor e uma carreira em ascensão;

, O Estado de S.Paulo

10 Março 2011 | 00h00

lamentamos profundamente que com esse perfil, por moto próprio ou induzida por terceiros, tenha se deixado envolver ingênua e desnecessariamente numa prática nefasta, própria de agentes políticos de pequena expressão, com tibieza ética, moral e intelectual, sem horizontes e carreira curta;

(...) lamentamos também que, com elogiáveis exceções, alguns jornalistas venham se especializando em promover antecipadamente e a seu bel-prazer o linchamento moral de algumas pessoas, quando é visível o "poupamento" de outras."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.