Três são baleados no subúrbio do Rio após a chegada da polícia no morro

Delegacia diz que não revidou ataque dos criminosos ao entrar na Penha; vítimas foram levadas para hospital

Priscila Trindade, Central de Notícias

07 Outubro 2010 | 12h14

Três pessoas foram baleadas por supostos traficantes, no bairro da Penha, no subúrbio do Rio, na manhã desta quinta-feira, 7, após policiais chegarem ao local. Os feridos foram levados para o Hospital Getúlio Vargas.

 

Veja também:

linkPM muda comando de 17 unidades no Rio

 

Uma mulher de 67 anos levou dois tiros, um braço direito e outro no tórax, e foi para o centro cirúrgico. As outras duas vítimas, um homem de 20 e outro de 37 anos, foram atingidos no braço esquerdo e no ombro direito, respectivamente. Ambos estão sendo avaliados pela equipe médica.

 

Segundo a Polícia Civil, a Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRFC) rastreava uma carga roubada de cigarros na região, quando foi recebida a tiros por supostos traficantes nas proximidades da Favela da Caixa D'água. A corporação afirmou que as equipes não revidaram ao ataque.

 

Mangueira. Um garoto de 12 anos morreu na quarta-feira atingido por bala perdida no morro da Mangueira. Havia uma operação da Polícia Civil para resgatar carros roubados em um "arrastão" de veículos no viaduto Paulo de Frontin. A PM diz que não reagiu aos tiros dos traficantes. Moradores negam e dizem que a polícia que atirou. O adolescente será enterrado hoje.

 

(Com informações de O Estado de S.Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.