Turista francesa é encontrada ferida em praia na Bahia

Mulher foi localizada no domingo na Ilha de Boipeba; polícia não descarta assalto ou agressão

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

12 Julho 2011 | 18h51

SALVADOR - Uma turista francesa foi encontrada por pescadores, bastante ferida e desacordada, nas proximidades do Mirante da Boca da Barra, na Ilha de Boipeba, município de Cairu (BA), 308 quilômetros ao sul de Salvador. Catherine Sylavaine Marth, de 61 anos, foi localizada na noite de domingo, com cortes por todo o corpo, roupas rasgadas e ferimentos na cabeça.

 

A turista foi encaminhada, por lancha, à Santa Casa de Misericórdia de Valença, a unidade de referência mais próxima, e, de lá, para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. O proprietário da Pousada Casa do Sol, onde a francesa estava hospedada, Mauro Silva Gomes, acompanhou os traslados. Ela passou por uma craniotomia (cirurgia de descompressão do tecido cerebral) e continua internada, em coma induzido, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

 

Segundo a polícia, ainda não se sabe o que ocorreu com Catherine, mas a principal suspeita é que ela tenha sofrido uma queda das formações rochosas da região, enquanto passeava sozinha.

Colaboram com a tese os fatos de a francesa ter sido localizada com pertences e de o local onde ela foi encontrada ser considerado de alto risco para turistas - que são instruídos a passear pela área apenas acompanhados por guias.

 

As possibilidades de agressão ou assalto, porém, não foram descartadas. Exames preliminares realizados no HGE afastaram a suspeita de que a turista tenha sido vítima de violência sexual, uma das hipóteses levantadas por testemunhas.

 

A 5ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Valença, investiga o caso, junto com a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) de Salvador e da Delegacia de Cairu, apesar de a ocorrência não ter sido registrada. Estão sendo ouvidas pessoas que tiveram contato com a francesa desde que chegou a Boipeba, na última quinta-feira e ficaria até amanhã (quarta-feira).

 

Um filho dela, que mora em São Paulo, está em Salvador e deve ser ouvido na Deltur até a manhã de amanhã. A delegada Marita Souza diz esperar a recuperação da turista para esclarecer o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.